GLOSSÁRIO

• Acordos Setoriais

A Política Nacional de Resíduos Sólidos brasileiras permite a realização de contratos, firmados entre o Poder Público e os fabricantes, importadores, distribuidores ou comerciantes, para ajudar a implantar a responsabilidade compartilhada existente entre todos aqueles que participam da cadeia de valor da reciclagem (produtor, consumidor e poder público). O procedimento para a implantação da logística reversa por meio do acordo setorial pode ser iniciado pelo setor público (com a publicação de editais de chamamento), ou pelos particulares (por meio da apresentação de proposta formal ao Ministério do Meio Ambiente).

 

• Agregar valor

Quando falamos de agregar valor nos referimos ao valor econômico adicional que adquirem os produtos e/ou serviços ao realizar uma ação determinada. De fato, com seu trabalho, você pode agregar valor, ou transformando o material com que você trabalha, ou realizando algum processo adicional. E sabe por que é interessante para você realizar ações que agreguem valor ao seu trabalho? Porque com essas ações você poderá vender seus materiais a um melhor preço e/ou reduzir seus custos de trabalho, aumentando assim seus ganhos. No Passo 7 são dadas mais informações sobre seu papel na cadeia de valor da reciclagem.

 

• Aliança

Uma aliança é, basicamente, um ato ou união entre pessoas, organizações ou estados para alcançar um fim comum.

 

• Armazenamento dos resíduos

Atividade de reunir uma quantidade ou volume determinado de resíduo nos centros de armazenamento, galpões ou qualquer espaço físico para esse fim. Os espaços são classificados em função de sua capacidade de armazenamento e os materiais que são armazenados.

 

• Aproveitamento

É a atividade complementar de serviço público de limpeza que compreende a coleta de resíduos aproveitáveis separados na fonte pelos usuários, o transporte seletivo até a estação de classificação e aproveitamento o até a planta de aproveitamento, assim como sua classificação e pesagem.

 

• Certificación de la trazabilidad y/o constancia de disposición final

É a atividade complementar de serviço público de limpeza que compreende a coleta de resíduos aproveitáveis separados na fonte pelos usuários, o transporte seletivo até a estação de classificação e aproveitamento o até a planta de aproveitamento, assim como sua classificação e pesagem.

 

• Cadeia de valor da reciclagem

A cadeia de valor da reciclagem considera todas as atividades, e as interações entre elas, realizadas para aproveitar um determinado material reciclável, que vão desde a generação de resíduos e separação na fonte, passando por sua coleta, sua pré-transformação, processamento e sua comercialização para a generação de novos produtos, que são introduzidos novamente ao mercado.

 

• Certificação da rastreabilidade e/ou localização da disposição final

Entendem-se como rastreabilidade aqueles procedimentos que permitem conhecer o histórico, a localização e a trajetória de material reciclável ao longo da cadeia de valor da reciclagem em um momento dado, através de ferramentas determinadas.

 

• Cliente final

Refere-se à última etapa da reciclagem onde os materiais recicláveis já estão convertidos em novos produtos para serem colocados no mercado.

 

• Co-gestores de resíduos sólidos (Catadores)

Os catadores são coajudantes da gestão dos resíduos que são gerados nos municípios, já que realizam as atividades de reciclagem, que incluem a separação na fonte, coleta seletiva dos resíduos e também a sua comercialização.

 

• Coleta e transporte dos resíduos

A coleta consiste em recolher os materiais recicláveis nos pontos aonde são gerados (containers, portas das casas, pontos limpos, etc.) para serem transportados para os devidos lugares: centros de armazenamento, centros de tratamento ou estações de transbordo.

 

• Comercialização dos resíduos

Refere-se à compra e/ou venda dos materiais recicláveis para obter um benefício econômico.

 

• Compradores dos resíduos recuperados (empresas compradoras)

Os compradores também são conhecidos como intermediários, ou armazenadores e fazem a compra e venda dos materiais recicláveis. Em geral, os intermediários compram os materiais recicláveis dos catadores, empresas, ou particulares, para em seguida vendê-los às denominadas empresas recicladoras transformadoras. Por tanto, eles atuam entre os catadores e as empresas recicladoras.

 

• Empresas recicladoras

As empresas recicladoras são aquelas que utilizam materiais reciclados para a fabricação dos seus produtos. Em geral, essas empresas estão relacionadas com a reciclagem de papelão e papel, plástico e vidro.

 

• Empresas transformadoras

As empresas transformadoras são aquelas que realmente fazem o processo de transformação dos materiais recicláveis. O material coletado e classificado precisa ser transformado em matéria-prima para que possa ser utilizado pelas empresas e indústrias que fabricam produtos feitos com material reciclável (empresas recicladoras). As empresas que transformam os materiais recicláveis são empresas transformadoras manufatureiras de papel e papelão, plásticos, metais, vidro dentre outros, assim como as empresas exportadoras de resíduos.

 

• Geração dos resíduos

A geração se refere à quantidade de resíduos gerados (material que sobra) por um grupo humano, como consequência de seus hábitos de consumo, nas atividades desenvolvidas a nível domiciliar, comercial, industrial, dentre outros.

 

• Geradores dos resíduos

Os geradores são aqueles que iniciam a atividade no mercado da reciclagem. São eles, domicílios familiares, indústrias, comércio, instituições e qualquer outro estabelecimento em que sejam gerados resíduos sólidos, e contenham materiais com potencial reciclável ou reutilizável (papel, papelão, plásticos, vidros, dentre outros)

 

•  Gestão Integral de Resíduos Sólidos

A Gestão Integral é um sistema de gerenciamento dos resíduos sólidos urbanos que, baseado no conceito de Desenvolvimento Sustentável, tem como objetivo principal a redução dos resíduos enviados à disposição final.

 

 

• Gestores formais do manuseio dos resíduos sólidos

Os gestores do manuseio dos resíduos sólidos são os ministérios do meio ambiente, saúde, trabalho e outros, dependendo das normas de cada país. São os responsáveis pelas regras nacionais e municipais e pelas políticas e leis de gestão dos resíduos, assim como os responsáveis por implementar de maneira efetiva as políticas de gestão ambiental que contemplem a inclusão dos catadores e fazer um seguimento ao bom funcionamento das políticas. Junto a eles estão os governos municipais (prefeituras), que são os responsáveis locais da gestão integral dos resíduos sólidos.

 

• Logística reversa ou inversa

A logística reversa é responsável pela recuperação e reciclagem de vasilhames, embalagens e resíduos perigosos, assim como pelo processo de retorno e devoluções de clientes, desde o ponto de consumo do produto até o local de origem (fabricação) ou de deposição em local seguro, com o menor risco ambiental possível. No Brasil, é conceituada pela Política Nacional de Resíduos Sólidos como um “conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada”.

 

• Marketing

Marketing é conhecer quais são os produtos e os serviços mais adequados para nosso público e quais devem ser suas características (desde a ideia do produto e serviço até os cartazes de publicidade que se pode colocar, além das mensagens ditas aos clientes), isso para que: (i) Conseguir satisfazer as necessidades das casas e instituições públicas e privadas que realizam a separação na fonte; (ii) Satisfazer as necessidades das empresas comercializadoras, indústrias e exportadoras que compram seus resíduos.

 

• Portfólio de produtos e serviços

Um portfólio de serviços ou de produtos é um documento ou uma apresentação aonde deve estar detalhado o conjunto de atividades realizadas ou dos materiais recicláveis vendidos, e que fazem parte da sua oferta de valor no mercado. As atividades de coleta, transporte e pré-tratamento que você realiza, seriam seu portfólio de serviços. O vidro, plástico, papelão e papel, ou outros materiais recuperados, seria seu portfólio de produtos. Você deve conhecer muito bem seu portfólio de produtos e serviços (incluindo quantidades e tipologia de resíduos manejados), já que será sua carta de apresentação para poder oferecer um serviço ou vender um produto a clientes em potencial.

 

• Prestação de contas

Um negócio é rentável quando os valores recebidos são maiores que os gastos. Para poder controlar o valor obtido pelas vendas e os gastos que supõe sua atividade, deve-se realizar o ordenamento e controle de todos os movimentos financeiros realizados. Para isso, é necessário que todos os meses se realizem uma prestação de contas a partir de todos os boletos, notas fiscais, cheques e dinheiro recebidos ao vender seus materiais recicláveis.

 

• Prestação de serviços

A prestação de serviços se refere ao conjunto de atividades que, como catador e vendedor de materiais recicláveis, você realiza para satisfazer as necessidades dos outros, que nesse caso seriam outras empresas, administrações públicas ou seus vizinhos. Realizando suas atividades como catador você está prestando um serviço, que você terá que formalizar por meio de um contrato de prestação de serviço, aonde se estipula claramente o que implica o serviço acordado.

 

• Redução de resíduos.

A redução de resíduos é o primeiro e mais importante passo para solucionar o problema dos resíduos, e significa atuar com sentido crítico desde principio de toda ação ligada ao consumo, reduzindo a quantidade de resíduos a serem tratados e a contaminação ligada a todas as atividades de tratamento correspondente. A quantidade de recursos naturais utilizados para sua fabricação também diminui.

 

• Responsabilidade Estendida do Produtor (REP).

A Responsabilidade Estendida do Produtor (REP) exige que as empresas que fabricam e/ou comercializam produtos ou embalagens sejam responsáveis pelos seus produtos, depois de esgotada sua vida útil. Esta responsabilização pode ser financeira ou recebendo e guardando adequadamente este produto que não pode mais ser utilizado.

 

• Reutilização

Se os materiais recicláveis voltarem a ser usados com a mesma finalidade anterior, sem necessidade de nenhuma transformação, isso se denomina reutilização.

 

• Segregação ou separação na origem dos resíduos

A segregação ou separação na origem é a ação de agrupar determinados componentes ou elementos físicos dos resíduos sólidos para serem manipulados de maneira especial, desde que são gerados até a sua disposição para a coleta. A separação na origem dos materiais recicláveis é uma maneira de ‘agregar valor’ ao seu trabalho, incrementando o percentual de recuperação dos materiais destinados à reciclagem.

 

• Separação na fonte

É a classificação dos resíduos sólidos, em aproveitáveis ou não aproveitáveis, realizada pelos usuários no próprio local onde o resíduo foi gerado.

 

• Serviço público

Os serviços públicos têm como finalidade cobrir determinadas responsabilidades com os cidadãos. São realizados por determinadas entidades, geralmente o Estado (Governo) e têm como objetivo satisfazer  primordialmente as necessidades da comunidade ou sociedade onde são realizados.

 

• Serviço público de limpeza

Os serviços públicos têm como finalidade cobrir determinadas responsabilidades com os cidadãos. São realizados por determinadas entidades, geralmente o Estado (Governo) e têm como objetivo satisfazer  primordialmente as necessidades da comunidade ou sociedade onde são realizados. Assim que o serviço público de limpeza é o serviço de coleta municipal de resíduos, principalmente sólidos, e incluem as atividades complementárias de transporte, tratamento, aproveitamento, disposição final de resíduos, a varrição e limpeza de ruas e áreas públicas, tais como parques, zonas verdes, etc.

 

• Trabalho em rede

O trabalho em rede representa a colaboração de duas ou mais pessoas ou organizações (por exemplo cooperativas, empresas e universidades, entre outras), que estão unidas por vários tipos de interesses e relações, e que dividem valores e metas em comum.

 

• Trabalho direcionado ao cliente

Trabalhar direcionado ao cliente significa enfocar nossa atividade ao redor do cliente, por uma razão muito simples: não acabar desenvolvendo um produto/serviço que ninguém queira.

 

• TTratamento (Pré-transformação ou transformação)

• O tratamento é qualquer processo, método ou técnica que permita modificar as características físicas, químicas ou biológicas do material coletado e classificado, para reduzir ou eliminar seu potencial de perigo. O material coletado e classificado necessita ser transformado em matéria-prima para ser utilizada pelas empresas e indústrias que fabricam produtos com os materiais recicláveis. Dentro do tratamento, o primeiro processo consiste em uma pré-transformação, que é o acondicionamento e preparação, que compreende as ações de limpeza, trituração, compactação física e empacotamento. A matéria-prima obtida na pré-transformação é comercializada com indústrias que, através de processos de manufatura, fabricam produtos a partir dos processos de transformação. A transformação consiste em um processamento físico e/ou químico dos resíduos sólidos até obter produtos intermediários ou finais para serem utilizados como matéria-prima pela indústria ou mercado de exportação, entrando outra vez no ciclo produtivo.